terça-feira, 16 de setembro de 2008

Diferenças e Preconceitos


Existem vários temas que infelizmente ainda são tabu na nossa sociedade, que se diz tão evoluída e moderna. Se pensarmos bem, o que interessa se uma pessoa está a par das mais recentes tecnologias se tem medo de apertar a mão a alguém que seja seropositivo? De que vale termos vestidas roupas das melhores marcas se olhamos para os que são diferentes como se fossem aberrações e nos pudessem contagiar? De que serve a uma sociedade ser tão evoluída se os ladrões e assassinos continuam em liberdade? Enfim, bem que poderia enumerar uma imensa quantidade de perguntas que deixariam muitas pessoas envergonhadas e com vontade de se esconder em buracos.
Gostava que as pessoas se tornassem evoluídas psicologicamente e não olhassem de lado para aqueles que não têm a mesma orientação sexual, a mesma religião, a mesma maneira de viver a vida. Temos de saber lidar com as diferenças e acreditem que podemos crescer ao conviver com elas. Sou uma rapariga de 18 anos que conhece muita gente e digo-vos desde já que ninguém é igual a ninguém. Tenho amigos de várias raças, religiões, orientações sexuais, idades, tudo o que possam imaginar. Nunca tive vergonha de nenhum deles. Tenho vergonha é daqueles que gozam e os desprezam, pois eu sou uma sortuda por ser amiga de todos eles. Porquê que as pessoas são tão cruéis? Porquê que muitos dos que conheço têm de esconder o que são para não serem rejeitados? Não percebo, sinceramente, não percebo…
Um dos meus mais profundos desejos é que uma dia as pessoas não sejam caracterizadas por serem Católicos ou não, por serem heterossexuais ou não, por viverem de acordo com os padrões estabelecidos pela sociedade ou não ou até pela sua nacionalidade e origem. Espero que um dia as pessoas sejam vistas por aquilo que são realmente no seu interior, por aquilo que eu vejo naqueles que me rodeiam.

6 comentários:

Raffa disse...

Muito bem, dona Paula! Concordo plenamente com tudo o que disseste. Mas sabes, é difícil para alguém que se acha diferente da tal sociedade ditada dizer que é diferente, porque logo seria criticado. Infelizmente ainda é assim. Mas um dia as coisas vão mudar, espera mais uns anos.

Muahahahahah! :P

Beijo*

Preguiça disse...

Olha onde eu vim parar. Vim parar à caixa de comentários deste blog, agora vou ter de comentar.

A beleza está na diferença e na capacidade de conseguir aceitar a diferença.

Beijinho!!

Someone... disse...

ha muito tempo k n escreves...

podias actualizar isto!

Preguiça disse...

Eu também acho que já é tempo de actualizares... o tempo que andas a fazer acertos de equações químicas podias postar =D

Anónimo disse...

É mesmo assim maninha, nunca ouvi ninguém falar tão bem (neste caso escrever)...
Se toda a gente pensasse assim isto tava bem melhor. Vá mana depois kuando tiver aquilo bom dás um salto no meu.
beijos

Rita Catita :) disse...

GOSTEI IMENSO DO TEXTO MANA :)

Eu sou adepta do "CADA UM COMO O QUE QUER" e do "CADA UM É COMO É"..

Se todos pensassemos que, os outros têm o mesmo direito que nós em ser quem queremos, o mundo seria um lugar bem melhor!


Beijinhos dama :P